Jornal O GRITO


Levando em consideração que por volta de 1970 a população de Ivinhema não contava ainda com meios de comunicação como televisão e radio, a principal distração do cotidiano Ivinhemense era um jornal que circulava na cidade denominado “O GRITO”. Esse jornal era publicado semanalmente, levando aos moradores locais as noticias que circulavam na própria cidade. A direção do jornal era composta por Bruce Anderson, Eulina Torres, Odon Pereira de Oliveira e Francisco Candido Mendes e tinha como principais colunistas: Alice Vaz de Melo, Téia, Gean, Luiz Saraiva e a colunista de codinome Dona Maroca. As noticias eram escritas na forma de parodia e piadas, o que chamava mais a atenção da população local. Essa afirmação pode ser entendida no trecho abaixo:

 

No Hotel do Pietetti

O Odon impaciente:

-Neuza! Neuza! Não posso tomar esta sopa!

-Um momento, vou chamar a Cida.

-Senhorita Cida, eu não posso tomar esta sopa!

-Um momento que vou chamar o Papai!

Chega o Pieretti e o Odon repete cada vez mais irritado:

Pieretti, não consigo tomar esta sopa!

-pois não! E obséquios o que tem ela?

Não me trouxeram a colher! (O GRITO 1971)

 

 

 

 

Informações adicionais