Companhia de Reis

 

Como se originou a festa de Santo Reis

            No dia seis de janeiro do ano do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, mais ou menos ao meio dia, depois de uma longa caminhada que durou doze dias, montados em camelos e guiados por uma estranha estrela ate então nunca vista, chegaram em Belém, vindo do Oriente Médio, os magos Gaspar, Belchior e Baltazar. Juntos chegaram um capitão e um coronel da guarda do palácio do rei Herodes. Disfarçados, eles vieram como segurança pessoal em seus territórios.

            Ocultamente, traziam a cruel missão ordenada pelo rei Herodes: matar o menino, procurando por aqueles estranhos viajantes que haviam passado em sua corte, pedindo informações precisas de onde havia nascido. Na Judéia o grande rei dos judeus que muito o irritou por se julgar o grande rei da Judéia ate mesmo o rei do mundo.

            Os magos dali se despediram e logo que saíram, aquela estrela que tinha apagado na estrada de Jerusalém, a mesma estrela grande e bonita que tinha avistado no Oriente Médio na noite que nasceu em Belém o filho de Maria, brilhou novamente na frente deles. E no céu guiou ate Belém e no arrebalde da cidade, abaixando em uma estrebaria.

            Chegaram os magos desmontaram de seus camelos e foram entrando, e ali encontraram o Menino Jesus, Maria e Jose.

            A criança parecia ser igual a todas, mas os magos sabiam que não era uma criança como as outras, mas sim o pequenino Rei a quem vinham procurando. Ajoelharam perante o Menino e O adoraram.

            Querido Senhor Jesus, disseram eles; como estamos contentes porque O achamos. Buscaram logo os seus presentes e entregaram: mirra para o homem, ouro para o Rei e incenso para Deus.

            O casal ali muito feliz os agradeceram e abençoou. O capitão e o coronel ao verem tanta simplicidade, por obra do Divino Espírito Santo, esqueceram a cruel missão que tinham. Seguiram o exemplo dos magos, se ajoelharam e adoraram ao pedirem perdão. Por Maria foram perdoados e ganharam a salvação.

            Chegando a noite, ambos por ali se agasalharam para pernoitar e no outro dia seguiram viagem de regresso para suas terras de origem.

            Os magos motivados pelo cansaço da longa viagem, dormiram bem e todos os três tiveram um mesmo sonho e ouviram uma voz que dizia para que voltassem por outra estrada, pois o rei Herodes os aguardava com traição.

            Eles ouviram bem aquela voz e não esqueceram, não voltando ao palácio para falar com o rei, retornaram por outra estrada.

            O que seria do Capitão e do Coronel se tivessem voltado ao palácio e contando ao rei que encontraram o Menino e não O matarão, por haver reconhecido não ser só o rei do Judeus, mas sim o rei do Mundo, o messias prometido,Nosso.. Pai da salvação. Na frente daquele homem que quando viu que tinha sido traído, ordenou a matança de todos os inocentes ate dois anos de idade. Escrito no Evangelho de São Matheus, 2-16.

            Renunciam as mordomias do palácio e... trocaram seus postos de capitão e coronel pela fé, pelo amor verdadeiro ao Pai, o Menino Jesus, filho de Maria. E seguiram os magos por caminho diferentes.

            Os magos que também eram considerados... reis, por serem pessoas cultas e inteligentes, haviam pedido licença a Maria para que eles comemorassem com festa aquele dia em que ali chegaram e foi permitido.

            Eles alem de astrólogos eram músicos e cantores. E nas casas a beira da estrada, durante a viagem de regresso, sempre acompanhados pelo capitão e o coronel, eles chegavam entoando hinos na sua linguagem e pediam donativos com a finalidade de angariar fundos para festejar o dia em que tiveram o privilegio e satisfação de conhecer pessoalmente o Pai da salvação. Nosso Senhor Jesus Cristo. É assim que lhes faziam ofertas, eles agradeciam cantando. No dia que chegaram em casa suas senhoras, quando avistaram saíram correndo ao encontro deles...muito festivais; eis que lá estavam desesperadas esperando seus maridos que tinham saído para uma viagem incerta, seguindo uma estrela estranha em saber onde iam e nem quando voltariam.

            Foi motivo de muita emoção e alegria; eles por terem realizado uma viagem vitoriosa comemorativa, embora muito cansativa, e a elas por vê-las todos felizes. Em virtude da grande alegria, juntos festejaram o dia de sua vitória.

            Assim, enquanto viveram, sempre repetiam todos os anos a mesma cena comemorativa do dia que em Belém encontraram o Menino Jesus na manjedoura, com sua Mãe Maria Santíssima e São Jose. Seus exemplos foram guiados por muitos que acreditaram na realidade do encontro dos magos com a Sagrada Família, na visita que fizeram em Belém. E, através de dezenas e centenas de anos, esta foi crescente e expandindo, chegando a alcançar as cinco partes do mundo.

            Hoje não é mais praticada em vários paises onde seus governantes não permitem que pratiquem atos religiosos de nenhuma natureza.

            Mas a maneira de comemorarem varia de um país para outro, de uma região para outra há muitas diferenças em sua pratica. Por exemplo, aqui no Brasil, América do Sul, em diversos estados festejam-se os três Reis Magos.

            Na Bahia por exemplo, em determinadas regiões, festejam o dia de Santo Reis durante a noite, fazendo peregrinações e angariando donativos.

            Seus praticantes são grupos formados de... seis a oito figuras: mestre, contra-mestre, instrumentalistas, dois...palhaços como dizem gíria, bandeira simbólica aos três Reis do Oriente, assim como os palhaços são símbolos aos Capitão e Coronel, que acompanharam os Magos. Os instrumentos usados são de percurso...bumbo, caixa, pandeiro, afoxé ou chocalho, reco-reco e a flauta.

            No Ceara também comemoram, mas nas igrejas e é conhecida como “Reisado”.

            Em Alagoas e Pernambuco, também festejam essa data mas também de maneira diferente.

            Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e no Estado de São Paulo, em todas essas regiões e estados citados, são conhecidos como “Folia de Santos Reis”.

            Os componentes do grupo devem ser sempre pessoas de boa formação religiosa e cristã bem preparadas para o lugar que ocupam e que sabiam respeitar, não só os três Reis Magos, mas também os devotos visitados pela Bandeira. O que faz desaparecer a impressão de alguns menos esclarecidos, pelo nome de “Folia de Reis”.

Informações adicionais