Breve Sintese da Criação do Estado de Mato Grosso do Sul

A partir de 1943, o governo de Getulio Vargas deu inicio a “Marcha para oeste”, um movimento que visava incentivar o desenvolvimento e o povoamento do interior do Brasil.  Neste mesmo ano foram criados no pais os seguintes territórios administrativos: Amapá, Rio Branco, Iguaçu, Ponta Porá e Guaporé. Para formar esses dois últimos territórios, foram desmembradas terras do estado de Mato Grosso. Todavia com o objetivo de ocupar a região de fronteira com o Paraguai, o Governo Federal implantou a Colônia Agrícola Nacional de Dourados. A concessão desses lotes deu inicio ao surgimento de povoados, vilas e municípios. A criação do território de Ponta Porã representou um grande passo para a divisão do estado de Mato Grosso que se dá em 11 de outubro de 1977, quando o então presidente do Brasil, Ernesto Geisel, assinou a lei que, finalmente, desmembrava do território do Mato Grosso um novo estado, Mato Grosso do Sul. Entre os argumentos justificadores do ato, incluíam-se imposições administrativas - o território era grande demais para ser administrado por uma só máquina administrativa - e preceitos da Doutrina de Segurança Nacional, que considerava pouco recomendável a existência de estados grandes e potencialmente ricos na região de fronteira. O estado de Mato Grosso do Sul foi oficialmente instalado em 1 de janeiro de 1979, sendo o primeiro governador Harry Amorim Costa, nomeado pelo presidente Ernesto Geisel.

Informações adicionais